Barcelona 1 x 2 Real Madrid

Uma vitória histórica. Assim pode ser definido o triunfo do Madrid, hoje, no Camp Nou. Após anos de supremacia do Barcelona, os três pontos de hoje conquistados pelo Real podem significar muito mais do que a quase certeza do título espanhol (o caneco pode ser levantado na próxima rodada).

Enfim um time encontrou uma maneira de enfrentar o temido e poderoso Barça. Marcação perfeita e ataque objetivo. Assim foi quarta-feira, na Inglaterra. Assim foi hoje. Os números provam que o Real Madrid entrou com um objetivo e cumpriu. Terminou o jogo com apenas 28% de posse de bola, mas obteve mais desarmes (25 x 19) e mais finalizações no gol (6 x 3). Abriu o placar, em falha dupla de Valdés e Puyol. Khedira, esperto e atento, aproveitou. No segundo gol, contra-ataque perfeito. Lançamento de Ozil e extrema categoria de Cristiano Ronaldo. O craque voltou a ser decisivo num clássico e encheu de confiança torcedores e jogadores para o jogo contra o Bayern, no Bernabéu.

O Barcelona parece perdido. Duas derrotas seguidas, com Messi apagado em ambas. Realmente dá sinal de declínio. Não há o mesmo brilho de antes. Parece encontrar dificuldades para sair da marcação do adversário e sofre com os contra-ataques dos oponentes, principalmente devido à fraca defesa.

Depois de anos, a última semana demonstrou que, em breve, poderemos ter uma nova supremacia no futebol espanhol e mundial. Um novo melhor do mundo. Uma nova disputa. Uma nova história. O Real Madrid, de Cristiano Ronaldo e Mourinho, enfim aprendeu a derrubar o Barcelona. O futebol agradece.

Vasco 2 x 0 Friburguense

Um anos depois de ter o pior inicio de sua historia no Campeonato Carioca, perdendo os primeiros quatro jogos da competicao, o Vasco segue o caminho inverso em 2012. Venceu todos os quatro jogos, segue 100 % no estadual e chega com moral para a estreia da Libertadores, quarta-feira, contra o Nacional, em Sao Januario.

O Friburguense comecou bem o jogo, mas no final da primeira etapa o Vasco equilibrou e achou o gol, com Diego Souza. No segundo tempo, assim como fez nos outros jogos, o Gigante da Colina se conservou ao liquidar a partida, em belo passe de Juninho para DS marcar novamente.

O time do Vasco nao e badalado, mas tem grandes chances na Libertadores. O grupo e dificil, repleto de times tradicionais, mas, em campo, o melhor elenco e o vascaino. Sao Januario estara lotado e a vitoria e mais do que necessaria, pois a tabela e complicada – decide a primeira fase com os dois ultimos jogos fora de casa; por isso, vencer os dois primeiro jogos, em SJ, e importantissimo.

Enfim, de uniforme novo, o Vasco continua em lua de mel com a torcida. Que continue assim.

Chelsea 3 x 3 Manchester United

Baita jogo no Stamford Bridge. Chelsea x Manchester United. Os donos da Inglaterra nas ultimas temporadas. Ha sete anos, o campeao da Premier League nao e outro. O jogo comecou igual. La e ca. Mas quem abriu o placar foram os Blues. Jogada do excelente Sturridge e gol contra de Evans. O Man Utd continuou tocando a bola e foi para o intervalo com a esperanca de virada no segundo.

Porem, o inicio da segunda etapa foi arrasador por parte do Chelsea. Logo com 2 minutos, cruzamento de Fernando Torres – 3 gols em 33 jogos – e golaco de Mata. Voleio sensacional. Tres minutos mais tarde, cruzamento e gol de David Luiz, de cabeca. Sir Alex Fergunson ficou imovel. O Manchester sentiu o baque. Ate que Howard Webb marcou penalti em cima de Evra – bem marcado, ao meu ver. Otima cobranca de Rooney e esperanca renovada. Um pouco mais tarde, Sr Webb inventou. Welbeck tropecou nas pernas do zagueiro. Penalti e, mais uma vez, boa cobranca de Rooney. Tensao em Londres. O Manchester Utd ficou em cima. Rodando a bola, para la e para ca, ate que Ryan Giggs colou uma bola na cabeca de Chicharito Hernandez, que empatou. Um empate com cara de vitoria. Os Diabos Vermelhos chegam a 55 pontos – dois atras do City – e continua vivissimo na disputa com o rival. Na proxima rodada, jogo dificil, contra o Liverpool, no Old Trafford. O City tambem tem pedreira. Vai a Birmingham enfrentar o Aston Villa. Que Premier League. E sera assim ate o final. Agradecemos.

20120205-224239.jpg

Jogo: Atlético-PR 1 x 1 Fluminense

Jogo tenso em Curitiba. De um lado, um Atlético Paranaense desesperado por uma vitória para sair da zona da degola. Do outro, um Fluminense buscando entrar de vez na briga pelo bicampeonato. Não tivemos um bom jogo (quase 60 passes errados), mas emoção não faltou.

Abel Braga mudou o esquema. Sacou Lanzini e escalou três zagueiros (Gum, Edinho e Leandro Euzebio). Errou. Não ao optar pelo 3-5-2, mas por deixar Marquinho, sozinho, na criação do time. Não funcionou, apesar de o Flu controlar a primeira meia-hora de partida.

No CAP, Antônio Lopes contava com a volta de Paulo Baier. E deu certo. Em boa troca de passes com Cleber Santana, o veterano abriu o placar na Arena. Daí em diante, jogo lá e cá.

Quanto a arbitragem. Wagner Reway esteve confuso. Já deveria ter expulsado um jogador do Altético no primeiro tempo, em solada na coxa de Rafael Sobis. No pênalti em Wagner Diniz, acho que foi mal marcado pelo árbrito, mas acho que tenha sido uma marcação absurda. E na maior polêmica da noite, aos 46 minutos do segunda tempo, o juiz acertou. Lanzini sofreu um chute no tornozelo do marcador atleticano. As imagens não mentem. Sem mais.

Jogo: Fluminense 0 x 1 Bahia

Que jogo desastroso do Fluminense no Engenhao. Ataque nao funciona. Fred, apesar da Selecao, está em péssima fase. Ciro teve estreia para esquecer. Rafael Moura e Matheus Carvalho entraram e nao acrescentaram. Abel mexeu mal. Nao deveria ter tirado Conca. O Flu perdia no meio. E daí proporcionava inúmeros contra-ataques ao Bahia. Bahia este muito bem arrumado por René Simoes. Carlos Alberto, porém, parece mesmo nao ter jeito. Joga muito, mas continua irritando-se atoa com o jogo, faz faltas desnecessárias, deixa o braco em diversas ocasioes. Por outro lado, Jobson parece ter colocado a cabeca no lugar. Joga muita bola, dá trabalho e nao merece ser punido em julgamento que ocorrerá amanha, na Suica. Em meio sua recuperacao, uma punicao pode levar Jobson abismo abaixo. Junior fez sua estreia hoje. É um bom jogador. Até melhor do que Souza. Ávine e Diones sao excelentes revelacoes. Lomba parece ter deixado suas falhas na Gávea. E Lulinha, que até hoje parecia nao ter deixado de ser promessa, vai virando realidade. Enfim, jogo horrível do Flu. Ao trabalho, Abel!

Baricles FC (4ª rodada)

Depois de um bom desempenho na terceira rodada (74.40 pontos), o Baricles FC vem com tudo na terceira rodada. O patrimônio ainda é baixo

Eder Luis é a aposta do Baricles FC para a rodada

(98.80 cartoletas), mas estamos em evolução. Nesta rodada, apostamos no Vasco, no Avaí e no Bahia. As três equipes jogam dentro de seus domínios. Bom, vamos à escalação. É confiável: Fernando Prass (Vasco), Ávine (Bahia), Leandro Castan (Corinthians), Anderson Martins (Vasco) e Julinho (Avaí); Rômulo (Vasco), Diones (Bahia) e Maicosuel (Botafogo); Eder Luis (Vasco), Fábio Santos (Avaí) e Jobson (Bahia). Técnico: Edson Neguinho (Avaí).

Jogo: Coritiba 3 x 2 Vasco

Que jogo em Curitiba. Típica decisão. Couto Pereira lotado, pressão para os dois lados e uma verdadeira batalha em campo, que no fim coroou o Vasco, campeão depois de oito anos de jejum, em uma conquista merecida e que entrará para história.

O Vasco começou o jogo nervoso, mas rapidamente se reorganizaou e chegou seu gol ao 13 minutos, com Alecsandro. Após os 20 minutos, recuo excessivo e o Coritiba virou, com Bill e Davi. Na volta do intervalo, o Vasco, diante da pressão do Coritiba, achou um gol importantíssim (Eder Luis) em falha de Edson Bastos. Willian, em uma bomba de fora da área, fez 3 a 2. Drama. Agonia até o fim. Aos 49 minutos, quando Salvio Spinola pediu a bola, estava tudo terminado. O Vasco da Gama, mais uma vez, conquista um título em âmbito nacional. O campeão voltou.

Jogo: Santos 3 x 1 Avaí

Bom jogo da parte do Santos na Vila Belmiro. Toque de bola, velocidade, rapidez, objetividade. Característica desde a época de Dorival Junior. Excelente estreia de Borges. Dois gols de oportunismo. Em dois cruzamentos de Alan Patrick, estava no lugar certo na hora certa. Zé Eduardo continua em má fase. Arouca e bom demais. Marca muito bem e tem uma saída de bola melhor ainda. Já merecia estar na Seleção de Mano. Rychely é um bom jogador, vindo do Santo André. Entrou no segundo tempo e marcou o terceiro do Santos em jogado do já citado Arouca. No Avaí, o negócio anda feio. Partica fraca, sem pretensões. Maurício Alves assinalou, já no fim, o gol de honra. Pedro Ken vem aí. É um bom reforço. Teve uma fase exuberante no Coritiba, mas naufragou no Cruzeiro. A diretoria precisa repor as saídas de Renan e Marquinhos. Fernando Silva foi contratado para o gol, mas o nome não me agrada muito. Enfim, jogo bom para o Santos. Primeira vitória do Brasileirãoo-2011. Com um grande centroavante (Borges), este time promete ir ainda mais longe…

Jogo: América-MG 2 x 4 Internacional

Luis Guilherme Noel (@luiisnoel)

O time do Inter refletiu o jeito de seu técnico Falcão. Elegante. Com um bom 1º tempo, o colorado fechou o jogo. Mesmo com o América-MG começando melhor, acertando uma bola na trave com 1 minuto de jogo, com o atacante Eliandro, a superioridade colorada prevaleceu depois de uma rápida jogada de contra-ataque puxada pelo jovem Oscar, aos 13 minutos de jogo, resultou em um gol do próprio Oscar.

O time mineiro sentiu o gol sofrido, e dois minutos depois do primeiro gol colorado sofreu mais um gol, agora com o argentino D’Alessandro. Oscar estava impossível, depois de um longo lançamento o meia fez mais um, aos 21 minutos do 1º tempo.

Na volta do intervalo, o América-MG tentou uma difícil recuperação. Aos 10 minutos, o meia talentoso Rodriguinho acertou um belo chute de fora da área, no ângulo de Renan. Mas o Inter encerrou a esperança americana com grande jogada de Zé Roberto e gol de Cavenaghi aos 15 do 2º tempo. Depois do 4º gol colorado, o jogo esfria e só reacende aos 39 minutos do 2º tempo, com gol do “talismã” do Coelho, Alessandro. No final do jogo, os jogadores D’Alessandro e Thiago Carleto, se desentenderam, o árbitro não deu cartão para ninguém.

E assim termina o jogo, o Inter espanta a crise e o América tem de ligar o alerta, pois tem muito o que melhorar.

Jogo: Coritiba 5 x 1 Vasco

No aquecimento para a Copa do Brasil, Coritiba e Vasco se enfrentaram na gelada tarde do Couto Pereira. E quem se deu melhor foram os reservas do Coxa. Jogaram como quiseram. 5 x 1 impiedoso. Gols de Anderson Aquino (3), Tcheco e Maranhão (Elton diminuiu). O resultado me parece não refletir na Copa do Brasil. Os time eram completamente diferentes. Quarta-feira o jogo será completamente diferente. Apenas Fernando Prass estará em campo na CB, dos que jogaram hoje. Os dois elencos são bons. Tem peças de reposição. E mostraram isso hoje. A parte ofensiva do Vasco até que funcionou. A defesa foi um desastre. Fernando ainda está fora de forma – assim como Fagner. Jomar é fraco. No meio, Jeferson esteve apagado, mas é um bom jogador. Na frente, Elton foi eficiente e fez um gol. Pelo Coxa, o titular Anderson Aquino – suspenso da decisão – foi o destaque. O veterano Tcheco também jogou bem. Enfim, foi apenas uma preliminar. A verdadeira batalha nós veremos na quarta, à partir das 21h50min.